Você já ouviu falar em indústria 4.0?

Se ainda não entrou em contato com o tema, mais cedo ou mais tarde vai ouvir falar sobre isso. Também conhecida como “manufatura avançada”, a indústria 4.0 é a indústria adaptada às principais inovações tecnológicas aplicadas aos processos de manufatura e automação de máquinas. Coisas, objetos, pessoas e processos passam a se comunicar com autonomia.

O espaço cyber-físico passa a existir, fazendo a interação entre o virtual e o físico. Estamos falando da chamada Quarta Revolução Industrial, que surgiu na Alemanha e está muito associada à internet das coisas, à medida que habilita as empresas a conectar dispositivos móveis e inteligentes às suas máquinas de linha de produção.

Segundo Angela Merkel, “A Indústria 4.0 é a transformação completa de toda a esfera da produção industrial através da fusão da tecnologia digital e da internet com a indústria convencional”.

Mas se ainda ficou com dúvida sobre o que é essa tal indústria 4.0, veja o videozinho abaixo:

industria-4.0-quarta-revolução-industrial- Indústria 4.0 - A indústria conectada ao mundo virtual: conceitos e desafios

Na prática, alguns princípios permeiam este novo modelo industrial. São eles:

  • A capacidade de realizar as operações em tempo real: a instalação de sensores nas máquinas promove a tomada de decisões de forma rápida e instantânea.
  • Virtualização dos meios de produção: uma copia virtual da linha de produção permite que o sistema de controle seja monitorado a distancia.
  • Modularidade: é a produção sobre demanda, através de módulos de produção.
  • Orientação a serviços: possibilidade do cliente, através de um dispositivo móvel, customizar um produto ou emitir uma ordem de serviço para a empresa.

 industria-4.0-quarta-revolução-industrial- Indústria 4.0 - A indústria conectada ao mundo virtual: conceitos e desafios

Como sua empresa pode garantir a segurança digital na manufatura da indústria 4.0?

O maior desafio na indústria 4.0 é como conciliar, na prática, a aplicação desses sistemas às plantas de produção, aplicando soluções inteligentes para o controle e monitoramento de ações de invasões.

A realidade é que ainda existe o falso conceito de que “a minha empresa não será invadida”, e por causa desta cultura despreocupada a segurança não é pensada no início do projeto, quando muito ela é realizada no final ou quando o problema já existe.

A aplicação de formas de segurança deve ser feita dentro do contexto da empresa e a criação de uma politica de segurança na automação de processos é fundamental para mudança do cenário dentro das organizações. As ameaças estão aí e afetam as empresas nas mais diversas formas, desde perdas de tecnologia, com a perda da própria máquina; dano ao profissional da empresa ou a comunidade; dano financeiro; roubo de informação de clientes ou de informações confidenciais.

Fique atento a algumas dicas de segurança:

industria-4.0-quarta-revolução-industrial- Indústria 4.0 - A indústria conectada ao mundo virtual: conceitos e desafios

  • Utilizar o reconhecimento biométrico para os dispositivos móveis, diminuindo assim o risco de roubo de senha;
  • Na impossibilidade da utilização da biometria, utilizar os tokens (dispositivo eletrônico gerador de senhas, normalmente sem conexão física com o computador).
  • Adotar uma politica de governança dentro das empresas determinando os regulamentos seguidos para adoção de tecnologia dentro da organização.
  • Adotar mecanismos de prevenção e realização de testes de vulnerabilidade, antecipando fragilidades antes que criminosos o façam.
  • Monitorar atividade no sistema/rede;
  • Realizar a segurança perimetral da planta.

Não existe apenas uma solução ou método a serem adotados para prevenção, eles variam com a necessidade de cada organização.

O caminho para a industrial 4.0

O caminho para a indústria 4.0 vai gerar impactos no mercado como um todo. Um grande desafio da indústria 4.0 é a necessidade de profissionais treinados para as novas demandas que surgem a partir deste novo modelo industrial. O Brasil, por exemplo, ainda está na transição para a indústria 4.0 e talvez o setor mais preparado para receber a demanda seja a indústria automotiva.

Obter políticas estratégicas inteligentes e incentivos de fomentos do Governo também estão entre os desafios para construção do caminho para a indústria 4.0. É preciso repensar o escopo do próprio negócio, procurar valores escondidos para atender as necessidades dos clientes. Por fim, procure pensar o seu produto como um serviço e desenvolva uma plataforma para aquilo que você deseja oferecer.

***

Se você gostou do tema abordado neste post e deseja saber mais a respeito, deixe um comentário ou assine nossa newsletter para se manter atualizado.

Abraços e até a próxima!

*** ADRIANA MAUÉS é advogada e consultora, pós-graduada em Direito Penal e Processo Penal pela Universidade Gama Filho e especialista em Gestão da Inovação e Propriedade Intelectual pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – IFPA. Atua há 7 anos na promoção e proteção de inovações, visando sua transferência ao setor produtivo e o fortalecimento de ações de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

e-mail: adriana@studioestrategia.com.br